Avião fabricado com diversos materiais plásticos e movido a energia solar faz viagem ininterrupta de cinco dias e aterrissa no Havaí

A aeronave Solar Impulse foi projetada para viajar até 35 mil quilômetros movida apenas pela energia solar, sem usar uma só gota de combustível. A inovação, que por ora não é viável comercialmente, mas tem tudo para evoluir neste sentido, só foi possível graças ao uso de materiais plásticos de alta performance, que garantem a leveza e a resistência ideais ao desafio de voar e transportar tripulação.

Os materiais de alta tecnologia usados na confecção da Solar Impulse incluem o Poliuretano (PU), que tem alto poder de isolação térmica e é usado na carenagem do cockpit. Ele resiste a flutuações de temperatura (algo como 40 graus negativos à noite e 40 positivos durante o dia). Há também diferentes tipos de polímeros, como o PEEK (poliéter éter cetona), o PC (policarbonato), a PA 6 (Poliamida 6 – Nylon) e a PAI (Poliamida imida). Todos são utilizados em diversas partes da aeronave: porta, isolamento das baterias, fechaduras, longarina da asa, elementos de fixação, parafusos e a janela da aeronave (chapa fina de Policarbonato).

 

Imagem

Para proteger os painéis solares e as 18 mil células fotovoltaicas contra a umidade, foi utilizado um filme de polímero fluorado ultrafino, o ECTFE (copolímero de etileno e clorotrifluoretileno), permitindo que a aeronave seja à prova d’àgua.

O plástico também está presente na roupa íntima dos pilotos, que é feita em PA 6:6 (Poliamida 6:6), uma fibra inteligente que interage com o corpo, estimulando a microcirculação.

 

Imagem

A utilização dessa diversidade de materiais plásticos no Projeto Solar Impulse beneficia o desenvolvimento de novos produtos e o aprimoramento das soluções em plásticos já existentes, além de sinalizar algo de fundamental importância: a matéria-prima plástica bem utilizada é aliada da humanidade, do futuro e das soluções ambientalmente corretas.

Fonte: Abiplast

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *